domingo, 30 de setembro de 2012

30 dias sem compras (futeis) dia 12 Parabéns

Hoje o grande amor da minha vida completou 3 anos de vida....
Aquele pirata está simplesmente a ficar um rapazinho lindo!
É tão grande o meu orgulho e o meu amor que as vezes acho que esses sentimentos nem vão caber no meu peito.
E para que fique no registo....
PARABENS meu sassaranico lindo :)
 

sábado, 29 de setembro de 2012

30 dias sem compras. 11 dias - 1 dia daqueles????

Ontem a noite estava no sossego da minha sala e tão enroscadinha na minha manta polar que acabei por adormecer no sofá. Como eu devo ter algum tique de Cinderela(lol)  acordei a meia noite. Tentei arrastar-me para a cama, mas toda a gente sabe que mãe... mãe... antes de ir para a cama vai: verificar se a porta está fechada, se os meninos estão cobertos, se isso, se aquilo.... ainda fui levar o sassaranico fazer xixi porque na noite anterior tinha feito "um serviço daqueles" na cama dele. Ou seja.... depois disso deitei-me e sono de grilo!
Virei me e revirei me, estava com frio, com os pés gelados, não me apeteceu ir buscar outro cobertor porque estava com preguiça de me levantar e comecei a pensar... naqueles assuntos chatos que as vezes complicam a nossa vida ( mesmo burra não? devia era ter começado a contar carneirinhos!!) e claro o sono a desaparecer cada vez mais.
Devo ter adormecido já muito de madrugada. Hoje de manhã tocou o despertador, desliguei-o mas eu ainda estava em modo automático e deixei me a vegetar na cama mais um pouco. Quando olhei para o relógio novamente tinha passado uma hora. What?? Nesse fatídico instante o meu cérebro saiu do modo de letargia e lembrou-se que apesar de ser sábado tinha de ir trabalhar. Oh valha me Deus! E toca a saltar da cama, tomar duche a correr, vestir me a pressa, deixar o sassaranico entregue ( ficou de pijama e tudo, e a mana essa ficou ontem em casa da outra avó, muito gosta ela de dormir fora de casa a malandreca ;)), nem o pequeno almoço tomei ( detesto sair de casa sem tomar o meu pequeno almoço com calma). Chego ao serviço e quando tento abrir a porta vejo que tenho o verniz de uma unha completamente escangalhado. Ai desculpem lá se acham que isso é uma futilidade mas eu acho super parolão ver as unhas a descascar e então quando estão pintadas de preto como eu trago hoje dá mesmo ar de porqueira!!! Mas eu como sou daquelas raparigas muito espertas penso para com os meus botões: " vou ali e com a caneta preta faço ali uns risquinhos e disfarça até eu chegar a casa na hora de almoço e compor isso". Mas não é que por ser fim de semana ( se calhar?!) a caneta simplesmente decidiu-se a não escrever, e eu já em modo de parafuso reclamo e viro me para o pc, que na sua burrice também simplesmente decide durante quase uma hora que não me vai deixar entrar na net. Só começou a funcionar quando eu o ameacei que iria recambiado para o eco ponto dos eletrodomesticos se não colaborasse comigo! Bingo...
Agora sim, já estou em modo mais relax... Tive direito a tomar o meu capuccino com calma ( porque a maquina do café aqui do serviço depois de ver esse alarido todo nem se atreveu a não funcionar direitinho) e vou trabalhar porque apesar de ser sabado eu tenho imenso serviço para fazer!
imagem retirada da net
 

Pelo menos hoje como vou ficar aqui "presa" não ha como sucumbir as tentações de shoppes ;)
Beijos e um excelente fim de semana :)

Desvaire... faltam apenas 3 meses até ao fim do ano ... já???

Hoje dei por mim a pensar que estamos a apenas 3 meses do fim do ano e todas aquelas promessas que habitualmente nos propomos no inicio de cada ano, de todas aquelas promessas não cumpri nem uma, não atingi nem um único objectivo. Resta me pensar se em 3 meses que faltam terei coragem suficiente para mudar tudo aquilo ao qual me tinha inicialmente proposto. Será que o que deveria ter sido concluido em 12 meses ainda poderá ser feito até ao fim do ano? Ou simplesmente caio num ciclo vicioso em que deixo novamente para pedidos do novo ano que vem e sujeito me a cair na mesma inercia de deixar o tempo passar e não fazer nada?
Ahhhh.... confesso que essa cena de não andar a comprar nada durante 30 dias apenas por iniciativa própria só porque me lembrei e expus me a esse projecto, esse mesmo... está a fazer me ganhar coragem para dar uma mexida em outras coisas que estão a precisar, que devo fazer porque é o mais lógico, o mais leal ao que penso e o mais leal ao que eu sinto. Resta me saber se essa pseudo-lucidez toda não se vai tornar num simples desvaire quando eu daqui a pouco for dormir e amanhã acordar já a pensar que eu devia estar doidinha quando escrevi esse post lol
 
E porque enquanto eu acreditar que isso vale a pena ...podes ter a certeza de que:
INSISTO PERSISTO E RESISTO!!!

 
Imagem retirada da net

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

30 dias sem compras dia 10 não vou almoçar fora...

... então vem o almoço a mim!

Essa experiência tem sido muito mais vantajosa do que inicialmente previ. Alem do facto de eu ver que consigo sim controlar-me, ter firmeza suficiente para manter esse projecto de não comprar nada fútil durante 30 dias, alem disso... tenho recebido muito miminhos dos meus amigos que estão solidarios comigo nessa causa. É de rir... uns apostam que eu não aguento, outros dizem que sim.... outros ainda fazem de tudo para me desencaminhar a ver se caio em pecado loolll....
Hoje foi a vez da minha amiga M. que me tinha convidado há 2 dias atrás para irmos almoçar fora. Eu disse que não ia então ela hoje trouxe me uma pizza e comêmos no meu serviço. Foi divertido. Ainda tivemos direito a sobremesa de mousse de chocolate.
Pusemos a conversa em dia, rimos muito... foi muito bom.
E assim já só faltam 20 dias sem compras :)

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

30 dias sem compras Dia 9 -Sem spray

Hoje de manha acabou o spray de eu desembaraçar o cabelo ( tanto o meu como o dos sassaranicos). Lembrei me de ter lido um truque no blog Aprender e Organizar.
Confesso que esses ultimos dias sem compras tem sido dificeis mas quanto á compra de spray hidratante/desembaraçante garanto que não volto a comprar.
O produto feito a base de 1/4 de mascara ou amaciador com 3/4 de agua. Alem de desembaraçar, deixa o cabelo macio, a cheirar bem e nao fica com residuos (pelo contrario deixa-o solto).

Primeira lição aprendida dos 30 dias sem compras - não preciso de comprar spray quando o que se faz em casa é igualmente bom!

quarta-feira, 26 de setembro de 2012

30 dias sem compras dia 8 - look parte III

Há dias vi mais uma roupa da coleçao da Blanco que gostei.
 
 
 
 
Esse look foi super facil de copiar. Vamos a "fuçar" no roupeiro??!!Leggings?? Todo o bom roupeiro deve ter pelo menos um par de leggings. É uma peça que vai bem com quase tudo e dá para qualquer tipo de ocasião. Como eu tinha umas em leopardo foi ainda mais facil. A seguir procura-se uma basica branca para combinar (e não tornar a imagem pesada). Hoje como está frio vesti uma casaca em pele ( outra peça que deve fazer parte do roupeiro, isso e as calças de ganga... vai com tudo ;))
A isso junta-se uns brincos, umas pulseiras ou acessorios a gosto, o cabelo apanhado num rabo ( para dar aquele ar clean), uns botins pretos ou botas de cano alto ( a gosto) e tip-top fica se pronto em menos de 5 minutos.
 
 
And You? Do You feel wild today?

30 dias sem compras dia 8-Parte II

.Ja que naõ vou ao café....veio o café até a mim.
Tenho um ex-colega de trabalho que é simplesmente 5 estrelas. Como viu no face o meu projeto hoje decidiu fazer me  uma surpresa e passou no meu serviço com esse presentinho. Os meus amigos são mesmo uns queridos.


É mesmo caso para dizer que quem tem amigos não morre... sem café :)

30 dias sem compras Dia 8 - as revistas

Todas as semanas costumo comprar a revista Nova Gente e as vezes tambem compro a Lux. Nesses 30 dias tambem inclui no projeto de "não comprar" revista por isso essa semana "gramei" a Maria que é a unica revista que a minha tia costuma comprar.
Eu ainda lhe perguntei:" Não preferias a Nova Gente?"
Tia: "Não eu gosto da Maria!"
Pronto fazer o quê? Cores e gostos não se discutem!

terça-feira, 25 de setembro de 2012

30 dias sem compras Dia 7 - Plagio a AUTUMN CATALOG by Mango

AUTUMN CATALOG by Mango

Ontem recebi pelo correio o novo catálogo da Mango. Adorei folhear cada página e ver os looks e tendências desse outono mesmo sabendo que eu estou de abstinência as compras.Mas isso não quer dizer que não possa ter igual ( ou parecido).
O look da pagina 63 agradou-me particularmente pelo facto de me parecer soft e descontraido. Vai disso fui para o roupeiro ( voltar a saga) de procurar algumas peças com as quais eu conseguisse um look o mais parecido possivel.
Gostei do resultado e hoje sinto-me muito confortavel.

By Mango


By Me
 Adenda: E não é que depois de me ver na foto achei a saia muito comprida e vai disso levou uma "tesourada" e tirei lhe quase um palmo.

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

30 dias sem compras Dia 6 - sem manicura Parte II

 
A manicure foi feita em casa. Dos poucos ;) vernizes que tinha a escolha foi obvia. Já que estou de luto as compras pintei de Preto. Foia primeira vez que pintei as unhas totalmente de preto e por acaso até gostei.
 
 
 



Combinou na perfeição com a indumentaria escolhida para o dia.


30 dias sem compras Dia 6 - Sem manicura mas a Comprar antibiotico

Ontem , aquilo que se avistava ser um dia bem passado acabou de forma menos agradável.
Os sassaranicos (depois de serem repreendidos pelo barulho e confusão que estavam a fazer na cama) acabaram por adormecer alguns minutos depois.
Era meia noite, estava a eu para ir administrar um supositório ao sassaranico por causa do febre, e ele acorda antes, num choro ( mais diria em altos gritos) aflitivos. Foi impossível ele não ter acordado a irmã ao mesmo tempo tão grande era a afliçao dele.
O sassaranico ardia em febre. Peguei logo nele ao colo e pedi a irmã para voltar a deitar-se e tentar dormir que tinha de descansar para ir á escola.
Sai do quarto com o sassaranico em braços. Ele começou a fazer um barulho estranhíssimo. Não diria que era propriamente ele a fazer o barulho. O barulho vinha de dentro dele, como se de um motor de camião se tratasse. Nunca ouvi ou presenciei algo igual. Uma aflição terrível tomou conta de mim. Fomos directos para a casa de banho porque eu estava a prever que aquela situação iria ser seguida de vómitos. Foi exactamente isso que aconteceu. Ele deixou de ter forças, ficou aflito, quebrado e com dois anos pediu por favor para ir ao hospital. Foram literalmente essas palavras usadas, ditas de uma forma tão explicita como se de um adulto se tratasse: "Mãe eu estou muito mal quero ir ao hospital!". Eu gelei. Enfiei as minhas sapatilhas nos pés ( porque eu estava ainda vestida e de fato de treino), vesti um robe e os chinelos ao sassaranico, peguei nele ao colo, na mochila que estava preparada para a ida ao infantário ( com uma muda de roupa e toalhitas) chamei o pai (para ele nos levar ao hospital) e sai de casa com o meu menino ao colo. Fui chamar a minha mãe e pedi-lhe que ficasse em minha casa a tomar da minha menina.. Tivemos de parar 2 vezes pelo caminho. O sassaranico vomitou, fez xixi e chegou assim todo sujo ao hospital.
As urgências estavam praticamente vazias. Fomos atendidos em menos de 3 minutos.
Exames a urina, auscultação e diagnóstico muito vago. Não sabiam muito bem o que ele tinha. Como não chegaram a nenhuma conclusão disseram que ele deveria estar com uma virose. Odeio isso, virose?? Virose de quê? Virose do quê?? E ainda prescreveram-lhe uma receita com antobiotico para tomar de 12 em 12 horas. Um antibiotico, que por não saberem exatamente o que tinha simplesmente trata tudo o que acaba em ite, otite, amigdalite, laringite, faringite, gastrite etc etc etc...  e a mim enfiaram-me um ansiolítico debaixo da lingua ( apesar de eu ter dito que já tinha tomado um dos meus que trazia na carteira). Deu um ataque de pânico ou de ansiedade  ( nem sei ao certo). Acontece-me muitas vezes infelizmente. Apesar de eu saber as causas, o porquê, de treinar técnicas (profissionalmente explicadas e indicadas) de respiração, de concentração e descontraçao infelizmente não consigo evitar, principalmente quando se trata de situações relacionadas com o sassaranico, situações de elevado stress ou quando tenho de ir ao hospital. Tenho pânico de hospitais. PÂNICO mesmo.
Agora de manhã como o sassaranico não dormiu bem ( nem ele nem eu) e porque não tenho em quem deixa-lo a guardar ( já que não pode ir ao infantário nesse estado e só a avó paterna só pode ficar de tarde e a outra avó trabalha). Enquanto ele dorme (e como já arrumei tudo cá em casa) vou ali procurar um verniz pra pintar as unhas e tentar fazer uns minutos só de Zen para mim a ver se recupero desse susto.

domingo, 23 de setembro de 2012

30 dias sem compras Dia 5 - Without Shopping

Hoje é um Domingo.
Cá em casa o que se faz num domingo?
Geralmente acordamos mais tarde, de vez em quando tomamos o pequenos em casa ( daqueles hipe-mega fantabulasticos tipo pequeno almoço a serie americana, mesmo XPTO), outras vamos tomar a rua ( na nossa pastelaria do costume). Almoçar? Ao domingo Nunca almoçamos em casa, vamos sempre fora! E de tarde?? De tarde é tão típico.... Tomamos café num tasco ( lol) qualquer, e passeamos ou "shoppingamos" no Dolce Vita, Arrábida Shopping, Norte Shopping, Espaço Guimarães... enfim é a localidade que estivermos virados :)
Esse Domingo foi muito diferente.
A sassaranica foi dormir no sábado a noite em casa da avó paterna. O avó que está a trabalhar em Angola foi esse fim de semana novamente para lá. Esteve cá de férias mas como o que é bom acaba sempre, ele teve de voltar ao trabalho. Á noite nós ligamos para a vóvó a perguntar com tinha corrido a viagem ( se o avô tinha aterrado bem, etc..) e denotei alguma tristeza na avó ( lógico). A sassaranica como é super solidaria ofereceu-se logo para fazer companhia e dormir em casa da avó (assim ela não se sentiria tão só). A minha filha como é muito inteligente perguntou primeiro a avó se quando fossem dormir com ela se a deixava ver a tv cabo na cama. Eu logo vi o tipo de solidariedade da sassaranica.
Bem ... no domingo de manhã acordamos tranquilos. O sassaranico dormiu durante a noite na cama da irmã. Ele adora fazer-lhe isso, apoderar se das coisas dela quando ela não está presente ( e faz o mesmo quando ela está mas isso resulta em confusão com ela na certa).
Tinha planeado um dia diferente mas acabou por ser alterado. O nosso almoço foi decido pela minha mãe. Tinha convidado os meus tios e a minha minha irmã ( que está a viver no Porto) iria cá estar, como tal fomos literalmente intimados a almoçar em casa da minha mãe ( foi fixe porque adoro esses almoços de família). Durante a tarde as conversas e risadas foram acompanhadas de lanche e alguns cafés ( coitada da maquina de casa que não teve descanso toda a tarde).
Estranhamente o meu sassaranico não almoçou tão bem como o costume. Não queria carne, não queria arroz, não queria isso, nem aquilo.... Petiscou um pouquinho das batatas do assado da avó que ele tanto adora. Valeu algumas festas de como faz o cão, como faz o gato, como faz o comboio e a ambulância para eu conseguir que pelo menos comesse um pouquinho de sopa.
Da sesta, custou-lhe a adormecer. Ora queria um livro, ora queria agua, ora queria a porta do meu quarto ( que é do lado da frente do quarto dele) fechada. Eu só pensava: " Arreee, que chato que ele está hoje. Deve ser birra de sono porque está acordado desde muito cedo!". Acabou por adormecer. 2 horas foram o suficiente para ele recarregar as baterias. Estava super bem disposto. Fomos os dois para a carpete da sala e brincamos, brincamos muito, como já não brincávamos há algum tempo.

A semana é sempre a correr. Chegar do trabalho, fazer o jantar, dar banhos, corrigir trabalhos de casa, jantar xixi e cama. Não dá tempo para nada. Eu costumo deita-los as 21h o que significa que é tudo feito em modo red-line.
Dos fins de semana é arrumar a casa, fazer compras, tratas das roupas ( que são aos quilos isso porque já nem quero dizer toneladas), resta o domingo em que se dorme tarde, almoçasse e vamos nos enfiar em shoppings.
Conclusão disso tudo? Enfiar a brincadeira no meio dessas tarefas acaba por ser dificilérrimo.
Abençoado projeto de 30 dias sem compras porque me permitiu ver o quanto estávamos os dois a precisar de estar juntos a brincar. Brincamos e muito. Os nossos legos transformaram-se em aviões, em bolos, em castelos. O meu sofá da sala sofreu ataques de saltos, as almofadas serviram de banquinhos, serviram para guerra de almofadas. Andei de gatas, a fazer de cavalo ( ou de burra porque foi assim que me senti, uma burra por desperdiçar tanto tempo em coisas fúteis e que afinal me proporcionam menos felicidade do que de fazer de cavalo...). Andei a correr a casa toda com o sassaranico pendurado em cima dos meus ombros. Deus do céu o quanto ele já pesa. Foi mesmo divertido. Ao fim da tarde estávamos rotos( mais eu do que ele). Ele adormeceu.
Aproveitei para ir tomar duche e arranjar as unhas ( 30 dias sem ir manicura :( também).
Á hora de jantar acordou e estava aborrecido. Quando me abraçou constatei que estava muito quente. Medi lhe a temperatura que disparou em menos de uma fracção de segundos para os 39º. Administrei-lhe logo o Brufen ( eram 20h) com intenção de a meia noite ser mais fácil usar ben-u-ron em supositório ( assim não teria de acorda-lo para lhe dar em xarope). Jantar? Foi difícil ele jantar. Da comida comeu zero, da sopa foi preciso a avó, a tia e a irmã ( que entretanto chegou a casa) fazerem-lhe centenas de festas e prometerem-lhe mil e uma coisa se ele comesse. Mesmo assim não quis. Comeu um iogurte (e nem todo) de aroma ( de coco que ele adora) que a avó lhe foi buscar ao frigorífico.
Agora pediu para dormir com a irmã na cama dela e eu deixei. Mas já tive de ir ao quarto duas vezes perguntar ( mais do tipo ameaçar lol) se eles estavam a precisar de ajuda porque era a balburdia total naquela cama.

sábado, 22 de setembro de 2012

30 dias sem compras Dia 4 parte III Marcas brancas

Hoje fui fazer a minhas compras em dois hipermercados diferentes e em dois tempos distintos do dia.
A primeira etapa das compras foi realizada na hora do almoço.
A segunda, depois de sair do serviço ( excepcionalmente hoje tive de trabalhar para substituir o meu vendedor que foi de férias).
Confesso que a minha ideia inicial era fazer o meu cabaz de compras apenas com produtos de marca branca, mas não consegui.
Essa ideia está demasiado enraizada em mim e não consegui sequer imaginar-me a comprar um desodorizante que não fosse Nivea, ou Dove, e outros exemplos parecidos. Eu poderia dizer que sim que fui um exemplo e tal mas para quê mentir? Simplesmente existem alguns produtos de marca conceituada  que eu não consigo deixar de comprar.
Tudo o que foi de arroz, óleo, massas ( mesmo assim custa-me deixar de comprar sem ser Milaneza mas pronto até posso tentar experimentar outra marca... mas reitero que o fiz com algum custo) detergentes para o chão, papel higiénico ( esse até pode ser do reciclado para quê gastar dinheiro a toa num artigo que vai ser para limpar aquilo que vai limpar :P) e outros, comprei marca branca.
A verdade é que apesar de não ter dispensado alguns dos meus produtos de marca no acto de pagamento verifiquei que a poupança foi na ordem de 50%. Que diferença ... Ohh my God!
Sem duvida... fiquei a pensar nisso!!!

30 dias sem compras Dia 4 - parte II

Hoje começou o 4º dia sem compras fúteis.O cabelo foi mais fácil arranja-lo do que eu estava a espera ( deu trabalho mas pensei que iria ser muito muito mais difícil).
Está liso, está macio e brilhante. Confesso que logo no inicio da secagem pensei em desistir e simplesmente apanha-lo com um elástico porque comecei a lembrar-me que é tão mais fácil quando eu estou sentada ( la naquela cadeirinha hiper.mega confortável do salão) e vem a menina e massaja o couro cabeludo enquanto lava o cabelo. Êu apenas me mantenho refastelada quase que em estado de transe a ser levada pelo sono ( simplesmente adoroooo que me mexam no cabelo). A seguir mudo de cadeira e ela seca enquanto eu novamente fico ali sentadinha e no fim... no fim... vou embora radiante de cabelo arranjado e sem esforço ( meu).
Hoje.... Hoje não foi nada disso.... apesar de ter ficado com o cabelo liso e bonito fiquei também com uma dor nos braços por não estar habituada a fazer aquelas manobras todas de secador e prancha.

O balanço desses 4 dias é positivo. Em termos de gastos económicos abri a minha carteira 1 vez para tirar 20 euros e pagar o combustível no dia 3  e numa ida ao hipermercado para compra 1 embalagem de leite e um desodorizante. Nem mais um tostão.
Isso porque a dispensa em casa está recheada mas hoje regra geral é dia de repor o stock.. Estava a pensar tentar comprar tudo produtos de marca branca. Nunca fiz isso. Eu sou muito selectiva com as compras. Eu sou do género de que Ice tea tem de ser Ice tea e não aquele imitação barata de Nestea, ou Pepsi não é Coca Cola (isso foi só um exemplo porque não bebo disso). Confesso que isso não sei se vou conseguir fazer.
O balanço desses 4 dias a nível Psico/emocional esse não é tão positivo. Tem sido uma sensação muito estranha. Do género de faltar qualquer coisa. As "shoppinguices" para mim é um habito, já faz parte de como eu sou ou vivo, e gosto, gosto da sensação de comprar, usar novo. O cheiro das lojas, o procurar números, cores, tamanhos.... Mas tudo o que é demais é um exagero. E eu quero aprender a ter controlo, não sobre as compras mas em outras áreas mais pessoais da minha que estão a necessitar de um shake it up. Se eu conseguir aguentar sem as "shoppinguices" então fico com a certeza absoluta de que consigo mudar o resto :)

30 dias sem compras Dia 4 - cabelo

 
E cá está uma coisa que me está a deixar em stress. Fim de semana sem ir a cabeleireira arranjar as minhas melenas nem me parece fim de semana.... Mas com esse material não ha-de ser dificil :)
 
 
Ha imensos anos que não ficava tão contente por trabalhar ao sabado. Os dias de fim de semana são geralmente os dias em que eu costumo fazer mais compras (desnecessarias; isso para não estar sempre a usar o mesmo termo: futil) porque tenho muito tempo livre ( e imensa boa disposição para tal). Estou a pensar como tenho o meu sabado preenchido com o trabalho tenho de pensar em alguma coisa para passar o Domingo ( que não inclua cafes, restaurantes, shoppings e outros locais onde existam tentaçoes para compras). Algumas ideias estão a fervilhar mas tenho de comfirmar a viabilidade primeiro. Pronto vou ali tomar banho e tentar secar o cabelo para não chegar atrasada ao trabalho.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

30 dias sem compras Dia 3 - O Carro

Hoje de manhã, e apesar de me levantar cedo, eu e os sassaranicos ficamos literalmente a ver o autocarro escolar a passar a nossa frente!
Acordei tão bem disposta que dei-me ao luxo de fazer tudo com calma ( banhos, pequenos almoços, arrumar camas e loiça). O problema foi o relógio não acordar com o mesmo timing e correu a minha frente.
Fechei a porta de casa a chave e estava a preparar-me parar levar a sassaranica ao ponto de paragem quando oiço o roncar inconfundível do motor do autocarro. To late.

As hipóteses da sassaranica:
Opção A: Perdi o autocarro... a minha mãe leva me a escola ( Ok essa até era plausível)
Opção B: Perdi o autocarro.... que fixe que fixe não vou a escola ( What??? Ainda agora começou e já pensa nas baldas? Que calaceira!!! No way!! Preferível a opção A)

As varias hipoteses da mamã da sassaranica:
Opção A: Ok...A sassaranica perdeu o autocarro nesse ponto ( mas como ele faz uma volta enorme e em sentido contrario até ao ponto de paragem seguinte temos tempo) vamos de carro e ela entra no ponto de paragem seguinte ( 400 mt a frente)
Opção B: Se não chegar a tempo ao outro ponto de paragem levo a sassaranica a escola ( mas não havia essa necessidade de fazer mais km e gastar combustível a toa).

O resultado foi mesmo a minha opção A ( para mal dos pecados da sassaranica que se estava a afiambrar a ver o zig-zag a manhã toda... ela deve pensar que ainda  me engana  lol).
No autocarro alem do motorista ( dahhh óbvio porque ainda não se construíram autocarros que andem sozinhos...) vem uma menina ( com uma designação propria de que agora não me lembro... não desfazendo da profissão que é muito digna) a ajudar os meninos a sentarem, a apertarem os cintos ( sim, porque é obrigatório; e acho muito bem; apertarem os cintos no autocarro. Segurança acima de tudo) e quando nos viu nesse ponto de paragem riu-se e perguntou: " Aqui?". Eu só consegui encolher os ombros, rir-me também e dizer: " Atrasamos!"
Para o sassaranico aquilo tudo foi a euforia total. A alegria dele em ver a nossa agitação a meter sacos, mochilas, pc tudo dentro do carro, a apertar cintos, eu a dizer repetidamente: " Vamos, vamos... despachem-se que ainda o apanhamos ali em baixo!!"
Aquele pirata tudo o que seja confusão é com ele . Simplesmente adora agitação!
Quando a irmã entrou no autocarro, de mãos dadas, fomos os dois calmamente para o nosso carro(agora era a vez dele ir para o infantário). Ele ficou cabisbaixo e só me perguntou: " já acabou?". Deu-me vontade de rir porque quando eu lhe disse que não, ainda íamos meter gasolina ele simplesmente deu um salto e gritou muito alto:" Pixe, pixe ( fixe fixe) gasolina!"
Sim sim... fixe fixe porque não é ele que a paga. Passamos o primeiro posto onde costumo abastecer e não paramos. O sassaranico ficou admirado e perguntou se não íamos meter gasolina. Eu expliquei-lhe que não íamos parar naquela bomba, hoje íamos a outra. Ele deve ter pensado " Ok está bem" porque ficou calado. Passamos o segundo posto da Galp onde eu tambem costumo abastecer quando venho em sentido contrario. Não parei. Novamente, mas com um tom mais aflitivo, o sassaranico voltou a perguntar: " Mãeeeee não bamos a gasolina?". Esse meu miúdo está a ficar muito perspicaz. Novamente respondi que também não íamos ali.
Olhei pelo retrovisor e a cara dele foi de que:" Bem... alguma coisa está estranha!" Até aposto que ele deve ter pensado que eu o estava a enganar e que ia leva-lo directo para o infantário porque só sossegou quando ele viu que passamos a estrada da escolinha e aí disse: "Ahhhhh bamos meter gasolina!"

Certíssimo! Essa semana fiquei a pensar na opção de abastecer com marca branca. Faço algumas vezes isso com alguns carros do serviço (mas usados). É mais barata mas dizem que prejudica o motor das viaturas. Será? Pode até nem servir de comparação ( e sinceramente é uma comparação deveras fútil lol) mas eu tenho umas calças da marca Heavy (mais uma pub) que nem me ficam tão bem comparadas com outras que eu comprei sem marca.... garanto vos que fico com um cu ( e desculpem a linguagem mas é assim mesmo) bem mais jeitoso.
E depois dessa escrita toda e teorias baratas resta-me a duvida do dia 3. Carro? É um mal necessário ou uma futilidade? Marcas brancas? prejudica o motor? Verdade ou mito? E remeto-me ao meu pensamento/ duvida ( fútil ou não) "prefiro abastecer em marca por ser marca? Da-me outro estatuto ou prefiro abastecer em marca porque realmente é melhor? Ou prefiro marca branca porque é mais barata? Faz de mim uma pessoa com menos estatuto social ou faz de mim uma pessoa com mais inteligencia? Ora cá está ....pelo menos agora vejo o meu projeto de 30 dias não é tão fútil quanto parece.... Reutilizo, reaproveito, poupo?!.... mas principalmente faz me me reflectir ou pensar (chamem como quiserem)... atitude; que muita gente precisava sem duvida de aplicar mais á sua vida e cabecinha!

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

30 dias sem compras Dia 2 - parteII

Balança do Dia 2.
Posso dizer que foi um dia positivo, mas os dias da semana esses são fáceis de controlar até porque o facto de estar a trabalhar ajuda ou condiciona as compras. Nem quero saber como vai ser no fim de semana. Sim porque regra geral é no fim de semana que me costumo perder. Nem sei muito bem como vou resolver esse berbicacho mas tenho a certeza que qualquer coisa há de me surgir na devida altura. De qualquer das formas desmarquei a cabeleireira e o arranjos das unhas ( e agora só me lembro daquele som de choro alto!!).
Ok... hoje não comprei nada... nem fui ao café mas tive a visita do meu amigo M. e como ele sabe que por esses dias não vou ao café então convidou me eu lhe tirar um café no meu trabalho. É sempre bom saber que temos amigos solidários lol.
Agora a noite tive visitas em casa.... tão bom estar com as pessoas que nós gostamos... estiveram com os meus sassaranicos um bocadinho, fez-se a festa e depois os pequenotes foram dormir enquanto os adultos deliciavam se com um café. Das tacinhas de leite creme que fiz para as visitas ( sim porque avisaram me que vinham cá a casa com antecedencia suficiente para eu preparar uma coisa doce ), sobraram 3.
Foram se embora e eu arrumei as loiças que ficaram espalhadas mas por algum motivo masoquista que eu desconheço levei tudo para a cozinha menos... as tacinhas de fruta. Pensei para mim como é possível que alguém tenha comido tanto esparguete a bolonhesa como eu comi e que ainda seja capaz de pensar sequer em comer outra tacinha de leite creme tenho ja comido outras 3. É nessa altura que vocês se roem de inveja porque eu como de tudo e não engordo.... Esperem aí?!!! Eu disse que se podiam roer de inveja tá?! Mas rogar praga não ok? Porque a mim tudo me pega fonix :D
E as visitas foram embora e o silêncio volto a reinar no meu cantinho do céu. A altura do dia que eu adoro é mesmo essa em que os meus sassaranicos ja estão deitados e eu só consigo ouvir o barulho do silencio.... Isso sim é musica para os meus ouvidos.

30 dias sem compras Dia 2- corte na ida ao café

Porque as nossas decisões por menores que sejam muitas vezes afectam a vida das outras pessoas sem que nos apercebamos disso. E porquê eu digo isso??
Todos os dias eu e o meu sassaranico vamos ao café pela manhã. É o nosso ritual a dois. Apesar de eu AMAR incondicionalmente a minha sassaranica, eu e o pirata temos que uma ligação ligeiramente diferente. Quem sabe se foram os longos meses em que estivemos os dois a repousar numa caminha, eu deitada e ele a esticar-me a pele toda da barriga e a fazer me doer quantos ossos eu tinha no meu corpinho :).
Durante esses meses todos  em que estávamos praticamente todo o dia só os dois em casa, tínhamos longas conversas, conversas daquelas que eu simplesmente adoro, eu falo e a outra parte não responde nem discorda ( Lógico contigo todo amarfanhado dentro do meu "balde" e ainda por cima tu de pernas para o ar prontinho para nascer como poderias responder me?). Mas já nessa altura apesar de não refilar muito o meu sassaranico já dava ares do seu feitio. Quando a conversa não lhe agradava ele não usava palavras rudes nem mal educadas, mas tinha tinha uma técnica infalível para me mandar calar.... os pontapés :) Eu cheguei a dizer lhe por algumas vezes que se ele não soubesse qual a profissão seguir sem duvida teria sucesso como lutador de boxe porque as patadas que ele me dava faziam me ver estrelas ( estrelas? quais estrelas? faziam me ver até cometas, planetas e todas as contselações existentes no universo lol).
Para não divagar muito do assunto.... Todas as manhã nós íamos ao café. Tomamos o pequeno almoço em casa ( reforçado porque nós somos de muito alimento como diz a avó) mas a seguir sabe me bem uma bica. Enquanto eu tomo o café o sassaranico fica a brincar numa mesa própria para as crianças que essa pastelaria tem ( desde já tenho de louvar isso porque tem livros para pintar, lápis, cartas de jogar do noddy, um xilofone, coisas que entretêm muito os putos).
Eu tomo o meu café, o sassaranico brinca um bocadinho, quando vou a sair pago e dou lhe sempre um rebuçado. As vezes digo-lhe que naquele dia não lhe vou dar ( quando ele ja o tem comido em casa) mas a dona do café é tão amiga dele que lho dá ( a minha frente) e diz-lhe:" Hoje sou eu que to ofereço mas não digas a mãe!". Ele fica todo feliz!
Hoje não fomos. Durante a viagem com destino ao infantário o sassaranico perguntou-me se não íamos ao café porque passamos pela pastelaria e não paramos. Eu tentei explicar-lhe que durante uns dias nós não iríamos e usei uma frase que os miúdos entendem quase todos a primeira: "Não podemos ir porque hoje a mamã não tem dinheiro!". Como não queria explicar-lhe o meu projecto de 30 dias sem compras(sim porque de certeza ele não iria entender nada do que eu estaria a por ali a dizer, simplifiquei e arranjei-lhe uma explicação que fosse adequada a idade dele). A minha admiração quando ele me diz:
" Não tens dinheiro? Mas não tens dinheiro porquê? Casou-se?"
Dei uma sonora gargalhada. Casou-se? O gajo está mesmo um reguila, Eu ri-me ele riu-se e repetiu; ... pois se calhar casou-se....
Houve alguma tristeza por parte dele em não irmos ao café. São hábitos, se eu os tenho ele também os ganha. Houve algum choro a saída do carro e já estacionados a porta do infantário.
Valeu o rebuçado que a mamã traz sempre nas malas XXL e um xi-coração enorme.
Escusado dizer que ele calou se logo e os olhos brilharam.
Aposto que o problema dele não era bem não ir ao café... era mais em não comer o rebuçadinho eheheheh.
 

Resultado de hoje

 
 
Como disse ontem... esse foi o look k eu amei.
 
 
Hoje eu estou vestida da mesma forma e a custo Zero, apenas com o que eu tinha ( e sem saber ou me lembrar)no meu roupeiro.

 
Calças: Estavam perdidas numa gaveta qualquer. Confesso que quando as comprei estava entusiasmadissima mas depois não as usei porque eu não conseguia simplesmente combina-las com nada do que já tinha.
Camisa: Como leram ( e se não o fizeram vão ler) no post anterior, a camisa era de manga comprida e sofreu umas leves alterações.
As sandálias: São da minha famosa colecção. Ter uma par de calçado nesse tom dá muito jeito porque simplesmente combina com tudo. Eu sei que nem todas as pessoas podem se dar ao luxo de comprar sapatos caros mas pensem que se comprarem com boa qualidade acabam por ganhar dinheiro ( apesar de gastar muito na altura da compra) porque vão ser sapatos que vão poder ser usados mais do que uma estação. Essas sandálias foram usadas por dois verões seguidos e estão novíssimas.
A mala: Um acessório que faz igualmente parte da minha vasta coleção. Eu por sinal tenho várias em tom preto mas vocês podem optar por ter apenas uma ( o preto vai com tudo: " Com o preto nunca me comprometo!"). Se quiserem dar um toque diferente a vossa mala podem simplesmente fazer-lhe um laço com um lenço colorido numa alça ou podem arranjar vários porta-chaves coloridos ( daqueles que sempre andam perdidos pelas gavetas lá de casa) e pendurar tambem na alça ou no fecho. É só usar a imaginação.
O cabelo: Esse foi simplesmente atado com um elástico. Lavei-o e deixei secar ao natural , dá um ar de négligé-chique-rebelde ( ou por ai qualquer coisa do género eheheh).
OK?! Está percebido a ideia de 30 dias sem comprar nada??!!
Reutilizar, aproveitar, inventar, mudar, imaginar, aplicar.... divertirem-se e por fim até poupar :)
 
 

 
 

Ter a mesma roupa ou quase igual sem ter de ir comprar

Hoje especialmente hoje senti me bombardeada por todos os lados com tentações em compras. Deve ser mania minha de perseguição mas um exemplo, alem de ver a minha pagina inicial do facebook bombardeada o dia todo por fotos de sapatinhos lindos, amigas minhas postando lindos looks propositadamente (ou não) ainda recebo pela primeira vez desde que tenho a minha pagina um pedido de amizade de um gabinete de manicura, que inclui pedicure e outras actividades semelhantes ( actividades essas que eu englobei nas coisas fúteis que não irei adquirir nos próximos 30 dias,,,, que chatice). Digam-me se isso assim não se torna difícil de resistir as compras???
Pois.... Mas houve uma publicação que me atraiu de forma especial. Esse look que eu achei super fashion, actual, parece cómodo, simples e fica lhe bem.
 
 
 
Fica lhe bem a ela... e aposto que ficaria bem em mim também, roupa da marca Blanco ( passo a publicidade... ainda acho que deveria ganhar alguns trocos com isso mas pronto isso fica para outra conversa) que eu gosto de usar. O problema... nikles,niente, rien nadica de comprar. E o meu neurónio 1 pensa: "Fogooooo que chato não!!!" mas o neurónio 2 que sem duvida ´´e muito mais desenrascadinho lembrou-se: " Chato??? E se eu puder ter igual sem comprar?? Eu consigo isso e se calhar at´´e fica melhor!"
Mãos na massa. O neurónio 2 orientou o resto do corpinho para o quarto e obriga-o a procurar uma camisa preta. Essa tarefa foi super fácil. Camisas pretas ( mesmo camisas) encontrei 6. Eu tenho muitaaaaa roupa. Eu guardo tudo, o que me serve, o que já não me serve( são poucas as peças que já não me servem porque tenho o mesmo peso desde dos 19 anos), guardo tudo, mesmo roupa que a esteja fora de moda porque a moda não passa de um ciclo que vai e vem e tudo se volta a usar.
Dizia eu que encontrei 6 camisas pretas, foi difícil escolher em qual delas ia aplicar as minhas experiencias.
Calhou essa, uma camisa que eu tenho desde dos meus 17 anos ( e eu ja conto com 32). Dessa camisa guardo boas memorias, das saidasnocturnas a discoteca, dos lanches com as amigas, usei-a em diversas ocasioes que me marcaram de forma importante, mas ela ja estava guardada a imenso tempo juntamente com as lembranças que ela me provoca. E foi mesmo por isso que eu a escolhi.


 
Problema inicial: A camisa tem mangas e a do look não. Resolvi o problema fácil. Primeiro descosi as mangas. Cuidadosamente cortei as costuras interiores. a seguir ia fazer uma bainha ( porque eu não tenho 1 mas sim 2 maquinas de costura e ambas XPTO) mas como já ´´e de noite e os meus sassaranicos estão a dormir resolvi usar uma técnica alternativa ( mas com a mesma eficiência)que não fizesse barulho.
 
 
Usei entre-tela termocolante. Uma otima alternativa a quem não tem maquina de costura ou a quem não tem jeito para costurar. Com os alfinetes alinhavei a entre-tela com a bainha e seguidamente colei usando o ferro a vapor. A ter em atenção ao tipo de tecido para adequar a temperatura. Os alfinetes são simplesmente uma ajuda a manter a bainha. Vai se tirando um a um antes de passar a ferro porque senão ficam colados.
Para não ficar sem graça, assim todaaaa preta, acrescentei com a pistola de silicone uns pormenores de pérolas cor inox.
Resultado:
 


 
Falta mostrar como fica vestida mas isso fica para amanha ;) com o resto dos acessórios;)

Instalou se o panico no meu facebook

Eheheh... partilhei essa ideia de estar 30 dias sem compras com os meus amigos do face. Esses sim eu conheço 99% deles pessoalmente, não ´´e a mesma ligação como com os leitores do blog.
Instalou se o pânico porque a  maioria deles sabe perfeitamente a tara que eu tenho por acessórios (principalmente sapatos e a seguir malas...e roupa sim gostooooo de roupa). Ok vai dai a minha prima deixa me um post a dizer que eu preciso urgentemente de ir ao medico. Tão bom saber que se preocupa com a minha sanidade mental looolll.... Se tiverem paciência vão entender o significado de 30 dias sem comprar não significa não usufruir de coisas "novas". Terei sim coisas novas mas num contexto diferente daquele que estamos habituados a conhecer por novo... porque novo não significa necessariamente ter de ser comprado. Se eu te der uma coisa que já foi minha... eu usei... mas dou te a ti.... que nunca usaste... para ti não sera uma coisa nova?
Se tu tiveres algo e fizeres alterações nessa mesma coisa... fica diferente... logo fica "novo" certo??? loooll confuso?
Paciência que já vão entender no post seguinte!

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

30 dias sem compras Dia 1 - 1º Corte

... na ida à cabeleireira. Ao sábado vou sempre a cabeleireira. Ora é alisar, ora é fazer madeixas, ora é pintar para cobrir as madeixas, novamente fazer madeixas porque não gostei de ver o cabelo pintado, e a seguir como o cabelo leva tanta sova vou novamente cortar o cabelo.
Opto por um corte de cabelo direito e na outra ida a cabeleireira já corto novamente escadeado porque o meu cabelo não encaracola quando o corte é a direito. Novamente mais alisamento, outra ida para novas madeixas, e mais uns caracóis a escova ou feitos com a prancha, mais uma coloração e entretanto o cabelo cresce e eu corto novamente direito porque já estou farta de ver o meu cabelo escadeado e isso semanas após semanas.
Ciclos que se repetem quase todos os sábados ( a não ser que eu não possa mesmo ir a cabeleireira por motivos de força maior). Ciclos que são reforçados com uma ida ao meio da semana ( geralmente à quarta feira) e que HOJE pela primeira vez em muitos muitos anos decidi quebrar! Ohhh MYYY GODDD!!!
Se é para estar 30 dias sem futilidades que seja! Mas devo acrescentar que o meu cabelo é sem sombras de duvida como a dona, um rebelde, por isso se alguém me vir a passear na rua acompanhada de uma trufa na cabeça simplesmente não se assustem... sou simplesmente eu e o meu muito interessante Projeto .
Cabelinho cabelinho... aproveita a sortinha porque eu vou te libertar das sovas por 30 dias

Desafio: 30 dias sem compras Futeis

Há dias vi um blog que se chama 365 dias sem compras e fiquem a pensar. Seá que eu aguentaria estar 1 ano inteirinho sem comprar nadinha???
Muita genta acredita que não é consumidora compluvisa mas pensando bem... VOCÊ... sim você que é mulher ( porque os homens não são tanto) aguentaria estar um ano sem comprar coisas fúteis?? Sem comprar nem que fosse 1 par de sapatos? Sem ir a uma cabeleireira? Sem ir tomar um café ao café ou pastelaria onde costuma ir ( ou onde vai de vez em quando??) Sem comprar um verniz ou qualquer bugigança?
Eu confesso que acredito piamente que não conseguiria. Mas no entanto resolvi lançar me um desafio.
Não irei estar 1 ano mas vou tentar 1 mês ( e para mim acredito que vai ser difícil).
30 longos dias:
Sem ir á cabeleireira, manicura pedicure e afins
Sem comprar sapatos (pelos quais sou completamente obcecada)
Sem comprar malas ( tenho mais de 50 e mesmo assim não paro de namorar novos modelos)
Sem comprar vernizes brincos anéis pulseiras relógios e afins
Sem comprar roupa ( nem um parzinho de cuecas que seja)
Sem toma café ( pelo qual sou totalmente viciada) no café.
Oficialmente 30 dias sem compras fúteis!!!
30 dias sem compras futeis e a tentar tornar todas as outras compras de carater obrigatorio em compras inteligentes!
Imagem retirada da net


 
 
 
 


terça-feira, 18 de setembro de 2012

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

O Regresso as aulas

Correu lindamente. Existia na sassaranica um misto de nervosismo, ansiedade, curiosidade e satisfação por regressar às aulas.
Um novo inicio de ano lectivo, o reencontro com os antigos coleguinhas, o facto de ir para uma escola nova, uma professora nova... Enfim foi um frenesim mas que se realizou com a maior naturalidade possível.
Só me resta esperar o final do primeiro período para ver se o resultado das mudanças vai ser positivo. Estamos confiantes que sim :)

domingo, 16 de setembro de 2012

Regresso ás aulas

E é assim que o tempo de galdérice se acaba cá por casa. Amanhã é dia de regresso ás aulas, logo isso significa entrar em rotinas, significa: comer xixi e cama. Acabou-se televisão até as tantas, acabou-se a net, as nintendo, as idas ao rio, praias e piscinas... simplificando acabou-se o Dolce Fare Niente!
Hoje foi um dia cansativo. Comprar as ultimas coisa que faltavam ( ou seja quase todo o material) desde lápis, borracha, esferográficas, cadernos de capa preta etc etc etc... Não deixei para o ultimo dia por ser um bom exemplo de português que deixa tudo para o ultimo dia. Só o fiz porque a reunião com a professora foi na quinta feira. Nesse dia foi nos informado qual o material necessário, na sexta e no sábado trabalhei todo o dia logo só me restou o domingo para ir as compras. Poderia era ter encapado os livros antes mas também não tinha papel autocolante suficiente. Esse ano fiquei na duvida se ou os rolos trazem menos papel ou são  mais livros (ou maiores)??!! Comprei 2 rolos e não chegaram mas eu tinha a ideia quase que absoluta que no ano passado tinham chegado. Será que me enganei??!!!
O Sassaranico mais uma vez fez cinema para adormecer. Era ouvi-lo a pedir agua, ou pedir para ir fazer xixi, ou para mudar-lhe o pijama que estava "Tonspirado"( transpirado).
Ao contrario da sassaranica que se deitou sem refilar. Durante as férias era um festival manda-la para a cama. Como desculpa usava sempre os mesmo argumentos, que estava de férias, que de manhã podia dormir até tarde e blá blá blá.... Mas hoje nem foi preciso dizer-lhe nada porque está ansiosa para voltar a escola. Jantou e foi logo dormir.
 Esse ano vai para um centro escolar novo já que a escola primaria da nossa freguesia foi contemplada pelas famosas medidas de encerramento. Resta esperar que o ano lectivo de 2012/2013 seja mais um ano de sucesso como os anteriores.

E agora deixo-vos uma mensagem de coração:


"A todos os ALUNOS que amanhã começam as aulas desejo-vos Sucesso...
A todos os PAIS relembro que o sucesso dos vossos filhos tem como base o vosso acompanhamento e encorajamento ...
A todos os PROFESSORES, EDUCADORES, (pessoal docente e/ou...
 ect... ) mesmo num pais em que tudo está de pernas para o ar, Um OBRIGADO pelo esforço, competencia e dedicação ao nossos filhos. Um OBRIGADO por em conjunto fazermos deles os HOMENS e MULHERES de amanhã ... CIDADÃOS que um dia serão capazes de voltarem a fazer do nosso pais o nosso PORTUGAL ♥
Dediquemo-nos pois o FUTURO será DELES!!"
Imagem retirada da net
 

sábado, 15 de setembro de 2012

Reciclar garrafa pet que é como quem diz de plastico

Eu e a Sassaranica achamos graça e resolvemos reciclar uma garrafa para colocar no quarto dela com canetas.
1ºPasso cortar a garrafa
 
 
 
 2ºPasso: deitamos a parte com  gargal ao ecoponto de plastico e usamos a parte de baixo da garrafa. Recortar tiras com quase um centimetro cada.
 
 
3º Passo; Colocar uma gota de silicone quente. dobrar a tira e colar. Repetir até estar a tiras todas coladas.






Inicialmente eu estava a colocar o silicone na ponte da tira mas depois vi que a colagem era mais facil se em vez de colocar o silicone na tira pusesse na parte de baixo da garrafa. A ter em atenção de que o silicone está a uma temperatura alta e o plastico pode derreter ou entao podem queimar os dedos. Se preferirem podem usar um alicate para ajudar a colar as tiras assim não entra em contato com a ponta dos dedos logo queimam se menos.




4º Passo: Arranjam uma fitinha bonita e fazem um faço a volta para tapar a parte onde se nota a colagem.
 
 

5º Passo (opcional): Colei umas pioneses no fundo para fazer peso e porque achei qie ficava giro mas isso fica ao gosto de cada um.

 

 
 
 
 Resultado final:


sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Esperança


 Algumas pessoas dizem que ter fé é acreditar em um Deus qualquer, mas eu acho que ter fé significa ter esperança. Ter Esperança de que o caminho da vida seja fácil e simples. É querer acreditar nessa verdade mesmo sabendo que não é de todo uma verdade absoluta.

Em todos os caminhos surgem desvios onde se escondem dúvidas, dessas… que irão tentar ensombrar a Esperança.

...
Em todos os céus existem nuvens, dessas… onde anteriormente andamos perdidos de felicidade e que, sem que se entenda o como ou o porquê, simplesmente se transformaram em tempestades que rasgaram os céus de forma tão devastadora que ficarão marcas para sempre.

Paramos. Duvidamos dessa Esperança. A a mente fica a pensar que seria melhor voltar ao Passado, regressar nesse caminho que agora maldizemos, pois a mente acredita que mesmo antes daquele desvio provavelmente as nuvens pelas quais andamos perdidos de felicidade ainda estarão la… a nossa espera.
Mas a mente que por vezes fica confusa pondera a ideia novamente e agora até acredita ou quer se obrigar a acreditar que o mais certo é imobilizar se nesse presente. Com alguma sorte a tempestade passa sozinha e deixe de ensombrar o caminho.

Felizmente o coração entra em cena. O coração que todos chamam de tolo ou irresponsável. O coração que de todas as vezes em que tenta falar é calado pela mente invejosa que pensa saber tudo.

O coração enche-se de força e inteligente alia-se a Esperança. O coração que tem uma convicção própria ordena à mente que se deixe de duvidas e comande novamente os pés para o caminho.
O coração sabe que não pode voltar ao passado e muito menos parar no Presente pois será engolido pelas tempestades.

Os passos começam trémulos, indecisos, pequenos, mas caminham em frente e aos poucos convertem-se em firmes fortes e largos. Pelo caminho esses pés encontrarão mãos estendidas para ajudar ou mãos maldosas e ansiosas por derrubarem. O coração apesar de cheio de Esperança tem de continuar a contar com a mente para que essa o ajude a diferenciar.

E tudo voltara a ser um ciclo vezes e vezes sem conta caminhando para um Futuro sempre com… Fé ou A Esperança… de que o caminho da vida se torne mais fácil e simples! "

Bom fim de semana

Que as Magoas desapareçam no Passado
Que a Alegria desperte no Presente
Que a Esperança resida no futuro...
Que o caminho... esse... seja sempre ... Iluminado...
 

Hoje de manhã

Lá em casa toda a gente decidiu acordar a mesma hora. Cedooooo....

Ela: " Vou para a escola?"
Eu: "Não... Só começa na segunda!"
Ela: "Ohhhhh nãooooo eu já queria ir!"

Ele:" E eu vou para a escola?"
Eu." Tu sim!"
Ele:" Ohhh nãoooo.... eu num quero ir!"
Ele novamente:" Bamos ao caché?"
Eu:" Está bem... antes de te levar a escolinha eu paro no café!"

Sim.... coiadinho do menino.... eu SÓ vou ao café para fazer a vontadinha ao menino.... coitadinho que não pode ser contrario. Sim porque não tem absolutamente nada a ver com o facto de eu ontem me ter deitado completamente ressacada com a falta da cafeína, nada a ver com o facto de quando me levantei do sofá para me ir deitar na cama (e de cada passada que eu dei ate me deitar) simplesmente dar me um guinada na moleirinha. Sim por que eu SÓ vou mesmo tomar café quase que obrigada para fazer a vontade ao menino porque eu até passo bem sem cafeína, nem me custa nada!!! Ohhh nadinha....

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Noticia do JN

Esse post de 10-05-2012 ficou perdido no agendamento  dizia :

"Hoje de manha estava a ler o Jornal de Noticias e deparei-me com uma noticia que me chamou particularmente a atenção. O seu título era "  Crianças mal alimentadas duplicam na grande Lisboa". Ali, naquele instante, foi como se o tempo tivesse parado para mim. Uma sensação de angustia e sufoco invadiu-me. De repente fiquei alheia ao mundo a minha volta, como se eu fizesse parte de um filme mudo e so ouvia a minha voz, ecoar dentro do meu cérebro a dar seguimento aos meus pensamentos.
Meu Deus! Em que mundo estamos nós a viver afinal???
E eu,só me lembrava dos meus filhos. O meu peito apertou quando comecei a pensar na tristeza e provavelmente no desespero daqueles pais, que por caminhos tortuosos da vida se vêem impossibilitados de providenciar o devido sustento aos seus filhos. Pais que muitas vezes, para tentarem cumprir compromissos de rendas , prestações, créditos, contas ficam sem dinheiro para alimentação ou outros bens essenciais. Pais que tinham o seu vencimento, a sua vida estruturada e que, sem aviso prévio viram a sua situação financeira abalada devido ao desemprego que lhes bateu a porta, devido a cortes de subsídios, devido a uma doença e ao terrível aumento de medicações e taxas moderadoras....
E voltei novamente a pensar nos meus Sassaranicos. Sinto medo, não de agora, mas sinto medo, de que um dia essa realidade possa bater na minha porta! De que eu não tenha a capacidade de lhes oferecer uma vida de conforto! Não deve haver situação mais degradante para um pai do que ver um filho pedir lhe de comer e não ter para lhe dar. Meu Deus!!!
Acho que so passaram segundos, mas o meu estado de transe teve em mim uma repercussão como se tivessem passado horas... Cai em mim... o meu fluxo sanguineo abrandou, os meus batimentos cardiacos voltaram a normalidade, e ali fiquei... a olhar para o jornal incapaz de passar do título... e ler a notica..."
E agora a noite a reler esse mesmo post pensei que tudo isso da noticia se mantem... e o no nosso pais caminha a passos largos de deterioração... e as probabilidades de piorar são cada vez maiores. Sinto me triste porque eu preciso de saber que vou ter estabilidade para criar os meus filhos com a dignidade que eles precisam e merecem. Pelo menos enquanto resistir em mim forças eu lutarei ate ao ultmimo suspiro para consegui-lo!

De ressaca?!

Ai acho que me sinto assim. Digo acho, porque eu nunca fui uma pessoa de beber álcool, zerinho mesmo, mas pelo que sempre ouvi no outro dia acordasse com uma dor terrível de cabeça. Pois ´e mesmo assim que eu me sinto, com uma dor de cabeça daquelas, em que qualquer barulho, incluíndo o barulho do cair de uma pena, me parece nos maiores chuncalhos que jamais existiram. Tudo isso só e apenas pela triste falta ,não de álcool, mas de cafeína.
Ontem a noite decidi que iria deixar de consumir café. Eu sou menina para beber 2,3,4, 5 ou mais cafés por dia. E a noite? Tomo e durmo que nem um anjinho ( isso se o sassaranico me deixar dormir a noite toda) mas tenho noção de que isso faz mal ( e principalmente a mim que tive uma Colastase durante gravidez do sassaranico). Hoje tomei Bolero ( aquela mistura de cereais e fibras). Eu gosto daquilo, tem um otimo gosto (claro que não ´´e como o café mas eu não sou esquisita). O problema ´´e que hoje tomei zero cafés como tal... doí me a cabeça. Vou ali dormir e ver se amanha a ressaca já me passou.

Leite creme sem ovo

Para tem alergia ao ovo fica aqui uma receita muito saborosa de leite creme. É muito facil de fazer.

Ingredientes para 4 taças:
Meio litro de leite (pode ser gordo meio gordo ou magro)
2 colher 1/2 de farinha Custard
3 colheres de açúcar (branco, mascavado ou amarelo)
1 casca de limão
50gr de manteiga ( eu não peso a manteiga adiciono a medida de uma colher de sopa)
Canela para decorar

Preparação:
Inicialmente dissolver o acuçar assim como a farinha com um pouco do leite. Juntar o restante leite e levar ao lume. Juntar a colher de manteiga e a casca de limão e mexer até o preparado começar a ganhar consistência de creme (bastam uns 10 mn se tanto). Retirar do lume e deitar em tacinhas individuais. Decorar a gosto com canela e deixar arrefecer. Depois é só se deliciarem :)
Fotografia tirada com o meu telemóvel

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Botas velhas em botas novas

Eu tenho um par de botas pretas há 2 invernos. Com esse que se avizinha já vai ser o 3º inverno que vão marchar por essas calçadas fora do nosso lindo Portugal.
São bastante básicas (em pele de camurça preta e com compensado a frente). Como a parte da sola, precisamente o lado interior se cada pé, a camurça estava um pouco feia resolvi dar-lhe um upclycing.
Pintei a parte do compensado, o tacão e a sola toda ( sim leram bem, inclusive a sola toda) com a tinta de glitter dourada que mencionei nos posts anteriores ( aquela mesma que eu usei para reciclar outros sapatos ou mesmo as calças da sassaranica). Dei uma primeira mão, deixei secar um dia, voltei a dar uma segunda mão e deixei secar outro dia. A seguir usei uma caixa de pioneses ( e sim mais uma vez leram bem) e comecei a colar a volta da sola. Inicialmente tentei simplesmente espeta-las mas como a sola é demasiada dura entortavam e não espetavam. Decidi então com um alicate cortar a parte do espeto e simplesmente usar a pistola de silicone para colar. O resultado muito fixe.

Material disponível em casa:
Pistola de silicone
Recarga de silicone
Pioneses
Tinta de tecido com brilhantes cor a escolha
alicate












Esse inverno tenho umas botas novas, a custo zero, a espera se serem "rodadas" :)

Nota: Nesse LINK poderão ver outras ideias igualmente boas, simples e económicas onde mostro como podem fazer para mudar o calçado.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...